Associação do Aeroporto de Jundiaí
New Ribbon
Slide 1Slide 1Slide 1Slide 1
Example Frame

Notícias

Labace 2013 em sua 10ª edição

/Caros amigos,

A LABACE (Latin American Business Aviation Conference & Exhibition) é a segunda maior feira do mundo em aviação executiva e a maior da América Latina. Em 2012, a 9ª edição da Labace bateu recorde de público com 16.722 visitantes, mostrando o incremento de 10% sobre o ano anterior.
Um fluxo intenso e constante de pessoas e a movimentação de negócios também superou o esperado. Muitas negociações foram iniciadas ou concretizadas na feira, incluindo a venda de aeronaves. Ao longo dos três dias da LABACE, mais de 70 aeronaves permaneceram em exposição na área estática do evento no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Nossos expositores, empresas nacionais e internacionais, fabricantes, operadores, oficinas de manutenção, interiores, equipamentos e até propostas de novos aeroportos para a aviação geral mantiveram o público up-to-date com as novidades do setor.
A ABAG (Associação Brasileira de Aviação Geral), organizadora da Labace, lançou a campanha “Aviação Geral Patrimônio Nacional”, com a intenção de mostrar o relevante papel da Aviação Geral para o crescimento do Brasil ao conectar todas as regiões brasileiras, estando presente em 3.500 aeródromos.
Animados com o resultado da LABACE 2012, acreditamos que a edição de 2013 manterá o crescimento do setor, confirmando o aumento da frota da aviação geral no Brasil.
Este ano, a ABAG lançará a terceira edição do Anuário Brasileiro de Aviação Geral, exibindo o perfil da frota brasileira, por tipo, motorização e uso, com a sua movimentação nos principais aeroportos brasileiros. A inovação será o delineamento do perfil econômico da AG, como primeiro capítulo para a elaboração do PIB da aviação geral brasileira.
O Brasil continua rumo ao desenvolvimento econômico, confirmando seu posicionamento no mercado global. O mundo sabe o que isso significa e muitas empresas, em especial do segmento de aviação executiva, estão atentas ao crescimento promissor do mercado nacional.
O planejamento e preparativos para a LABACE 2013, na sua 10a. edição, são destaques na nossa pauta atual.
Contamos desde já com a sua participação e presença em agosto.

Fonte: site ABAG
Um grande abraço,
Eduardo Marson Ferreira

 

A SOS JUNDIAI AGRADECE SUA DOAÇÃO!!

A Associação dos Arrendatarios e Usuarios do aeroporto de Jundiai em conjunto com a SOS Jundiai, agradecem imensamente sua colaboração neste inverno.

Muito obrigada.

Nova administração DAESP JUNDIAI



ATENÇÃO

O administrador do Aeroporto de Jundiai , Sr. Sergio Sichetti se aposentou.
A nova administração será realizada pelo Sr. Tadeu supervisor regional do DAESP e o Sr. Renildo que já atua em Jundiai com apoio do ex administrador.
 

Regulamentação da pista para 1400 metros

Associados,

 

Conforme segue documento da ANAC Nº 45 a pista já esta devidamente regulamentada de 1180 metros para 1400 metros.

Notícia para a Comunidade

Serra do Japi mais preservada

A Guarda Municipal de Jundiaí passa a contar agora com um novo aliado no trabalho de fiscalização e preservação do território de gestão da Serra do Japi. Um termo de cooperação técnica entre a GM e o Aeroclube da cidade foi assinado nesta quinta-feira (6), na sede do centro de treinamento. A partir de agora, pilotos do Aeroclube vão avisar a Guarda Municipal caso haja algum perigo iminente à reserva ambiental.

Mais
Prefeitura dá início ao programa ‘Defensa 100%’

Assinatura do termo de cooperação foi feito no hangar do Aeroclube

A parceria foi firmada entre o comandante da GM, delegado José Roberto Ferraz, e o presidente do Aeroclube, Luiz Antonio Latorre. As três aeronaves que servem para treinamento de 320 alunos estão no ar todos os dias. Ao avistar uma situação de perigo na Serra, como focos de incêndio e proximidade de balões na área de preservação, os pilotos avisarão a Guarda Municipal.

“Essa cooperação técnica visa promover ações de interesse coletivo, por meio de atividades de planejamento integrado voltado ao monitoramento aéreo da Serra do Japi e de outros patrimônios do município. Além da identificação de focos de incêndio, o Aeroclube também nos ajudará na fiscalização da área da Bacia Hidrográfica do Jundiaí-Mirim e do Reservatório de Água da DAE”, explicou o comandante Ferraz.

Para o diretor técnico do Aeroclube Jundiaí, Marco Antonio Pereira, a parceria ajuda a todos. “Vamos colaborar com a preservação da Serra e também garantir a segurança de todos, uma vez que os balões podem interferir no sistema mecânico, provocar falhas na turbina e até mesmo quebrar o parabrisas da aeronave”.

Helicóptero
Junto com representantes da Polícia Militar Ambiental, o comandante José Roberto Ferraz também realizou o primeiro monitoramento aéreo da cidade por meio de helicóptero. A aeronave, locada após licitação feita pela Prefeitura de Jundiaí, terá 26 horas de voo à disposição da GM e da Polícia Ambiental.

“Para ocasiões especiais, como soltura de balões, o helicóptero terá uma atuação pontual para prevenir crimes contra o meio ambiente. Do que temos de conhecimento, Jundiaí é uma das únicas Guardas Municipais do Brasil a contar com um equipamento deste tipo para segurança”, lembrou Ferraz.

Por Emerson Leite
Fotos: Paulo Grégio

A Campanha do Agasalho 2013 do Aeroporto de Jundiaí.

A Campanha do Agasalho 2013 começou ...


Colabore e participe você também, toda a roupa boa, que você não usa pode fazer a alegria de alguém neste inverno!!! A AAJ conta com sua participação, doe, colabore! Você também pode fazer deste inverno, um inverno diferente e mais quente para alguém que precisa.

Contamos com você.

 

DAESP coordena palestra sobre nova AIC nº 20/2012

DAESP coordena palestra sobre nova AIC nº 20/2012

A nova AIC nº 20/2012 que entrará em vigor dia 27 de novembro de 2012 será tema de palestra mininistrada pelo SRPV-SP no auditório do Hangar Concorde em Jundiaí-SP, dia 06 de novembro (terça-feira) às 10 horas, e abordará a nova estrutura da TMA-SP, voos visuais, novas REA-REH e nova frequencia de coordenação nos corredores.

Confira a programa ção da palestra abaixo:

• Estrutura do Espaço Aéreo

TMA SP3- Característica.(Amarais; portões de acesso)
CTR SP3 – Condições de uso e cruzamento da área.
CTR SP4 – Atualização – Reas A ; J ; I ; S ; T ; Entradas e Saídas – Itaquera e Configuração.
CTR SP5- Portões acesso.

• Novas REA – REH ou MODIFICAÇÕES

ALFA- Alt COMPULSÓRIA 3700 ft
FOXTROT- Não tem mais Palmeiras, Pos Guararema;
GOLF- IGARATÁ, GUARAREMA,
INDIA- Nova orientação- sentido duplo- Pos Itaquera informar pista em uso em MARTE
JULIETT- Sentido único- Jundiaí/Marte – Outras altitudes
MIKE- Mesma trajetória com vários portões- entradas p/Amarais
NOVEMBER- Novo trecho até Capivari –(Coord com APP Academia portões 7 e 8 )
OSCAR – Entradas para CPN portões 9 e 10;
PAPA – Novos limites- entrada p/Jundiaí
QUEBEC- Nova trajetória – Portão 3 entrada p/ Jundiaí
ROMEU- Desativado – A trajetória Palmeiras/Cometa passou a ser a Rota da REA INDIA, ligando REPRESA/ITAQUERA.
SIERRA- NOVO, Saídas exclusiva para Pirapora e setor SW/ W- mão única
TANGO- NOVO, Saídas exclusiva para MORATO, Jundiaí e setor N/NE/- mão única.


• Coordenação

Duas frequências de coordenação, para dois setores distintos dividindo a TMA-SP - setor norte/sul.

Para mais informações: 19 9633-6264 ou 11 4531-0081

Labace 2012

A LABACE já se consolidou como a segunda maior feira do mundo em aviação executiva e a maior da América Latina.

No ano passado, tivemos mais de 15 mil visitantes ao longo dos três dias e, entre os expositores, os maiores players do mercado mundial. Para 2012, a perspectiva não é diferente. Vamos contar com uma área maior de exposição, mas a disputa por espaços segue acirrada.

O Brasil vive um momento especial em termos de desenvolvimento econômico e posicionamento global.

O mundo está de olho no que acontece por aqui e muitas empresas, em especial no segmento de aviação executiva, estão atentas aos movimentos do mercado nacional, sem dúvida, um dos mais promissores atualmente. Além disso,

o país passa por transformações importantes em termos de infraestrutura aeroportuária, com as privatizações e a onda de investimentos. Sendo assim, muitos temas relacionados

à aviação geral entram em pauta e a ABAG é chamada a acompanhar tudo isso bem de perto, podendo colaborar com as discussões ou interferir, sempre que necessário.

Paralelamente, os preparativos para a LABACE 2012 seguem a todo vapor. Grande parte dos espaços já foi negociada e uma das maiores novidades é a mudança de dias. Com o objetivo de atender a um pedido recorrente dos expositores,

a feira vai acontecer de quarta a sexta-feira, e não mais de quinta a sábado, como nos anos anteriores. A proposta é tornar a visitação cada vez mais profissionalizada e voltada para a geração de negócios.

Contamos desde já com a sua participação e presença em agosto.

DAESP

DAESP promove simulado de acidente aéreo com apoio da serviços da Prefeitura

18 de maio de 2011

Bombeiros, ambulância, caminhão pipa, resgate e muitos outros equipamentos foram utilizados na manhã desta quarta-feira no simulado de acidente aéreo, que aconteceu no Aeroporto Estadual Comandante Rolim Adolfo Amaro, o aeroporto de Jundiaí, promovido pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP) e contou com total apoio das corporações e órgãos da Prefeitura de Jundiaí.

Cerca de 70 pessoas participaram do simulado, além das equipes internas do aeroporto, bombeiros, SAMU, ambulâncias de hospitais particulares, concessionário CCR Autoban, Defesa Civil, SETRANSP, Serviço Funerário Municipal e Faculdade de Medicina de Jundiaí.

Segundo o Diretor de Aeroportos do DAESP, Álvaro Cardoso Junior, a ideia é que o treinamento aconteça anualmente. “Os simulados acontecem em diversos aeroportos. Essa é a vez de Jundiaí, que deverá receber o exercício uma vez por ano, pois é muito importante para corrigir os erros que acontecem e aprimorar os atendimentos”, explicou.

A simulação foi realizada com um acidente aéreo que envolveu oito vítimas e uma aeronave de pequeno porte, com princípio de incêndio (mas com uso somente de fumaça). O atendimento inicial foi realizado pelas equipes internas do aeroporto, que controlaram o fogo e realizaram os primeiros atendimentos aos feridos, que foram simulados por alunos da Faculdade de Medicina, que também participaram como ‘sombras’, acompanhando e avaliando o atendimento médico realizado.

Ao mesmo tempo que a equipe interna entrava em ação, a torre de controle acionou o Corpo de Bombeiros, SAMU e Defesa Civil. Após nove minutos, os carros de resgate e caminhões dos Bombeiros estavam no local.

Em seguida as ambulâncias de hospitais particulares, acionadas pelo Samu, também chegaram para iniciar o atendimento médico às vítimas. A ação ainda contou com a Defesa Civil, que promove o suporte às equipes em ação, e a SETRANSP, que enviou batedores, com motocicletas, para abrir o caminho das ambulâncias.

No treinamento de atendimento médico as vítimas foram divididas conforme a gravidade das fraturas. Das oito que participaram da ação, sete estavam em estado grave e um chegou a simular o óbito. Com o apoio das ambulâncias particulares, os vitimados foram levados para os hospitais da cidade e a vítima fatal encaminhada para o IML.

O Tenente Coronel do Corpo de Bombeiros, Flávio José Bianchini, avaliou o treinamento como positivo. “Realizamos a prática que aconteceria numa situação de acidente. É muito importante, pois foi utilizado o Sistema Integrado de Comando e Operações em Emergência (SICOE) para acionar os envolvidos. Além disso, um treinamento como esse também promove a integração e conhecimento de todos os envolvidos. Agora vamos avaliar as operações para corrigir as eventuais falhas”, explicou.

O Coordenador de Urgência e Emergência da Secretaria de Saúde, Adyr Bastos também salientou sobre a integração das equipes. “Contamos com o apoio de hospitais particulares que atuaram em conjunto com o Samu. Essa participação foi muito importante para diminuir o tempo de chegada ao local do acidente, assim como o atendimento às vítimas”, disse.

A coordenadora da Defesa Civil, Sonia Rossi, e o engenheiro Ivo Franchesi também destacaram a importância do suporte oferecido pelos órgãos municipais. “Em acidentes como o simulado hoje, dentro do aeroporto, a Defesa Civil atua como apoio e suporte como acionar a SETRANSP para deslocar batedores, Guarda Municipal, além de disponibilizar água, alimentação, suporte e apoio necessário para os profissionais que estão no atendimento às vítimas e ainda contatar o Serviço Funerário Municipal para a retirada de corpos, em casos de vítimas fatais”, afirmaram.

Ao final do treinamento, o Coordenador de Aeroportos, salientou que o exercício apresentou resultado positivo. “Os órgãos atenderam nosso pedido para realizar o simulado, o que já é muito positivo para todos nós, agora é analisar os atendimentos e melhorar nas falhas que acabam por existir e manter a qualidade dos acertos”, enfatizou Álvaro.

Campanha do Agasalho do Aeroporto de Jundiaí 2012

A Associação Aeroporto de Jundiaí realiza a Campanha do Agasalho, juntamente com seus associados. A iniciativa é motivar todos os funcionários dos hangares participantes a doarem roupas e cobertores em bom estado, para que sejam entregues à instituições beneficentes de Jundiaí e região. A campanha que começou dia 21 de maio será finalizada dia 22 de junho.

Ajude-nos você também!


"A Campanha do Agasalho acabou e foi um sucesso, esperamos que no ano que vem seja maior ainda o volume captado. Agradecemos a todos pela participação."

 



Novos Aeroportos para copa 2014

O mercado da aviação no Brasil, esta em ritmo acelerado em decorrencia a copa de 2014, muitas cidades brasileira ja começaram a ampliação, automatização de seus respectivos aeroportos, hoje o fluxo de pessoas que chegam ao brasil e saem é em media 90%.

MP de Brasília fiscalizará aeroportos

 

Um dos principais problemas estruturais do Brasil para sediar a Copa do Mundo de futebol de 2014, o sistema de aeroportos passará a ter fiscalização do Ministério Público de Brasília para evitar problemas nas obras necessárias nas 12 cidades que receberão a competição.

O MP do Distrito Federal pediu nesta segunda-feira, segundo o jornal Folha de S.Paulo, informações detalhadas das obras de ampliação e cronogramas dos 13 aeroportos envolvidos com o Mundial.

Com isso em mãos, ficará mais fácil cobrar a realização no prazo das obras e no andamento das licitações, informações prestadas pela Infraero e pela Anac. As entidades têm prazo de 15 dias para passar as primeiras informações.

No total, o governo federal investirá mais de R$ 5 bilhões nos aeroportos do país. Além da demanda atual, que já aumentou, o país precisará receber cerca de 600 mil turistas durante a Copa.

As dificuldades para o Pan-Americano do Rio, em 2007, trouxeram nova preocupação para a organização.



Ligue: (11) 7863-8800 - Nextel ID* 101415*4